sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Ode de Sangue (Série Memórias Vampirescas) - Resenha

A história narrada por Nana Garces é uma fantasia que me lembrou um pouco o livro Entrevista com o Vampiro da divosa Anne Rice (se você ainda não leu, leia!). Não que a história seja parecida (até porque não é!), mas a maneira como a história é narrada, é bem similar. Ambos os livros nos trazem memórias, narrativas passadas, que são contadas à um segundo personagem.

Madalena é uma vampira que se difere de todos os outros por viver em um monastério. Desde sua transformação, ou melhor, desde antes dela, a vampira tem em mente de que foi abandonada por Deus. Desta forma, ela busca redenção em seus afazeres como freira e agindo como uma justiceira quando sai para caçar, caçando apenas seres humanos que fazem coisas para prejudicar os outros como ladrões e, acima de tudo, estupradores.

Filha mais nova de uma família simples, Madalena cresceu sendo alfabetizada pela mãe que pouco sabia, mas fazia questão de empurrar os filhos em direção ao conhecimento. Fascinada pelo conhecimento e pela chance de aprender cada vez mais Madalena se esgueirou para dentro da biblioteca recém-inaugurada. Lá ela conhece Giovanni, um jovem rico que assim como ela é sedento pelo conhecimento.

Os dois acabam se tornando bons amigos. Madalena ia sempre a casa do rapaz, que lhe ensinava outras línguas e a tocar instrumentos deixando-a cada dia mais encantada. Vendo que dali poderia sair uma grande oportunidade para a filha, o pai permitiu que Madalena passasse seus dias na companhia de Giovanni. Contudo, isso não durou muito.

Após a morte da mãe, que sempre foi muito religiosa e que sempre pedia a filha para ler um trecho da bíblia para ela, Madalena descobriu que sua verdadeira vocação era servir a Deus e foi viver no mosteiro onde sua mãe ajudava como noviça (não gente, ela não era rebelde – piada podre, mas é a vida).

No convento, longe de sua família e de Giovanni, Madalena vive uma vida difícil, mas que não deixa de amar. Contudo, toda a paixão e o amor que tem em Madalena morrem quando seus superiores abusam de seu poder.

Abandonada para morrer em uma vala, a jovem vê sua vida passar diante de seus olhos. Mas ainda não era a hora dela. Madalena é resgatada e transformada em um ser que vai contra sua fé.

A partir dai Madalena passa por um período de adaptação e desafios que a levam a viver novamente em um mosteiro. Lá, ela busca o perdão para sua alma que há tanto havia sido perdida sem jamais deixar de agir como uma justiceira. Ninguém nunca soube o que ela era e, ao contrario do que seu criador havia lhe dito nenhum dos símbolos sagrados a incomodam. Mas esse comodismo só dura até a chegada daquele que irá decidir o destino de sua alma.

Ode de Sangue é um livro que te prende e que te deixa chocado e revoltado. Por falar de religião, haverá aqueles que irão concordar e aqueles que irão discordar. Contudo, não vou fazer nenhum bafafá sobre isso porque não convém. Então vou apenas falar a verdade: a autora soube trabalhar com maestria todos os fatos. É evidente que houve muita pesquisa devido ao fato de que Madalena tem 400 anos de idade e ao fato de como as coisas realmente funcionaram e aos erros que homens, independente de ser ou não da igreja, cometem. O sofrimento e o dilema da personagem é bem trabalhado e em alguns momentos nos deixa apreensivos em relação ao que vai acontecer.

Se interessou pela história da Madalena? Então adquira o e-book na Amazon!

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Mudanças - Resenha

Em Mudanças você vai conhecer Verônica, uma menina de 15 anos que definitivamente namorou o cara errado por um tempo. Por que ele era o cara errado? Simples. No inicio da história percebemos o babaca que Jonatas, o cara errado/ ex-namorado, é quando ele se encontra em uma praça discutindo com a jovem sobre o término do namoro. Jonatas era o bonitão da escola, ele traia Verônica e falava coisas horríveis para ela. E agora, que ela finalmente caíra na real e pedia para terminar, o jovem não aceitava e até tentou agredir-la. A sorte de Verônica era que um salvador apareceu para livra-la da surra que iria levar.


Desolada com a descoberta da traição e o trágico termino, Verônica começa a criar o hábito de caminhar. Seus passos sempre a levam para o parque que fica próximo de casa, o mesmo onde ela quase apanhou e viveu o que achava ser o pior de seus dias. Lá no parque, ela fica sentada na companhia de seu salvador, o garoto que para ela era até então misterioso. Durante esses encontros e conversas eles começam a se conhecer melhor e até iniciam um namoro as escondidas o que cria certa tensão em casa. A mãe dizia que a jovem não ajudava mais em casa e que estava aprontando, de namorico com algum moleque.


Verônica queria contar a verdade aos pais, mas a tensão cada vez mais crescente criara um atrito e uma briga fazendo com que Verônica saia correndo de casa em meio a uma tempestade. Ela desmaia no parque de fraqueza e é carregada por alguém. Contudo, não é Carlos, ser herói que esta ali para salva-la. Quem estava ali era na verdade uma pessoa que só queria fazer mal a ela.


Durante toda a narrativa Verônica mostra seu gênio difícil. Ela precisa amadurecer e crescer como pessoa mas a jornada para sair do casulo e se tornar uma linda borboleta é longa e dolorosa. Essa jornada, compartilhada por meio das palavras da autora L. L. Alves faz com que todos se lembrem de sua adolescência e ensina àqueles que ainda estão caminhando e passando por ela que nem tudo é tão ruim quanto parece, que temos nosso pais, nossos melhores amigos, ao nosso lado e que por mais que não pareça, eles nos querem bem.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

A Seleção (Série Instituição Para Jovens Prodígios) - Resenha

Em A Seleção, primeiro livro da série, L. L. Alves nos apresenta a Lara Müller, uma menina que mora com seus pais e seus dois irmãos em um bairro não muito seguro na região oeste do Rio de Janeiro. Lara é míope e por mais que use lentes de contato e se esforce, a aparecia de nerd não a deixa e não atrai Vinícius - o garoto popular da escola. Sim. a situação é um tanto clichê. Ainda mais se formos considerar que Lucas, o melhor amigo de Lara, é apaixonado pela garota e que Lara tem uma amiga, que não é tão amiga sim, toda falante chamada Jéssica.

Mas o clichê para ai.

Era ultima semana de Lara na escola. Ela iria terminar o ensino médio dentro de uma semana quando a televisão anunciou que a melhor instituição de ensino superior do mundo, a Instituição para Jovens Prodígios, iria abrir vagas para bolsista. Lara se anima apesar de não saber como a família faria para mandar a jovem para a Inglaterra. Afinal, seriam necessárias roupas e passagens.

Apesar de todas as duvidas e os questionamentos que rodam a mente da jovem, Lara faz, incentivada pelos pais, o teste para tentar uma bolsa na tão aclamada instituição. Como já é de se imaginar, a menina obtêm sucesso na prova e passa em terceiro lugar. A família comemora o fato e sonha com um futuro que até então parecia impossível.

Com a ajuda dos avós, que tem uma condição financeira melhor, Lara vai para Sheffield na Inglaterra e la conhece Irene, uma garota de cabelos ruivos, faladeira, brasileira e sua colega de quarto. As duas se tornam, de imediato, melhores amigas. Uma ajuda a outra com roupas e maquiagens, conversam sobre a sensação de serem as duas únicas brasileiras a passarem no exame da Instituição.

Tudo parece ir muito bem até que coisas estranhas começam a acontecer. Primeiro, a visão de Lara melhora de forma que a menina não precisa mais de seus óculos para enxergar. Os outros sentidos da garota, como olfato e audição também ficam apurados. E para completar, como se tudo já não assustasse a menina, um pombo aparece em sua janela e eles começam a conversar.

Nesse meio tempo, Hugh Howard, o garoto mais bonito e mais inteligente da instituição lança olhares a Lara deixando-a confusa principalmente porque o rapaz esta saindo com Claire, uma patricinha para la de arrogante. Contudo, o namoro dos dois não dura e logo Hugh e Lara começam a se envolver. Irene não fica de fora e logo se envolve com Patrick, colega de quarto e melhor amigo de Hugh.

Durante a narrativa fica claro que algo está acontecendo na instituição. Rumores de que Ilo Robinson, o diretor, planeja usar os jovens para alguma coisa e de que para que tal plano se realize um dos alunos será escolhido. Quem é o escolhido? O que a instituição planeja? Até onde Lara pode confiar em seus amigos?

As questões que se formam na mente do leitor enquanto mergulha nessa aventura, não são poucas. Terminei o primeiro livro louca para começar o segundo. A história me cativou e me prendeu. O mistério e os acontecimentos são fantásticos e bem amarrados de forma que, pelo menos eu, não faço ideia do que irá acontecer a seguir.

L.L.Alves foi absurdamente fantástica ao nos apresentar mais um pedaço desse mistério fantástico que vem corroendo minha curiosidade desde o primeiro livro da série. Sua escrita é sábia e desperta em mim os mais variados tipos de sentimento: paixão, ódio, impotência, tristeza. É inevitável não viver cada sentimento descrito no livro. A paixão da autora pela escrita atravessa a página e chega ao leitor de forma intensa, fazendo-o viver cada umas das emoções vividas pela autora.

Se interessou pela história? Compre o físico no site da editora Essência Literária ou o e-book na Amazon!

domingo, 18 de setembro de 2016

O Lago Negro - Resenha

O que dizer de uma cidade onde seus moradores odeiam todos os que ali passam para visitar? O que dizer de uma cidade que vive envolta na névoa? O que dizer de uma cidade que tem as ruas desertas?

Pois é, nada parece promissor em uma cidade assim. Porem, Verônica vê em Lagoana sua oportunidade de mudar de vida. Ela passou em primeiro lugar na faculdade e vai para la com o namorado Enzo em busca de uma vida nova e do desenrolar do livro em que sonha escrever.

O desejo de escrever um livro vem de seu pai que faleceu eque falou para ela que, se ele não pudesse estar do lado dela um dia, Carlos Velásquez a ajudaria assim como ajudou ao pai. Carlos era professor de jornalismo na universidade de Lagoana e ele fora o verdadeiro motivo para Verônica ter escolhido estudar ali. Contudo, mesmo tenho sonhado e imaginado milhões de maneiras para chegar e conversar com o professor, a falta de coragem não a deixava progredir fazendo com que procrastinasse a conversa.

No começo da longa e tenebrosa jornada que Verônica irá enfrentar, uma cobra aparece. Quer dizer, uma personagem que irá desafiar e levar a garota durante uma parte do caminho até o limite entre a sanidade e a loucura. Essa personagem, que representa esse primeiro desafio, se chama Angelina e diferente da personagem principal, usa salto alto o dia todo (sinceramente não sei como da conta). Ela mora no apartamento acima do casal e, sendo bem básica e sincera, deixa Verônica usar sua impressora em troca do namorado. Não gente! Calma! Verônica não troca o namorado pela impressora. A Angelina o seduz e ele como um bom macho que não sabe o que fazer com sua namorada problemática e seu relacionamento problemático cai na dela e ai você já sabe/pode imaginar o que vai acontecer.

Outro acontecimento que vai empurrar Verônica ao limite é o emprego que ela arranja como babá na casa dos Caprini, uma família rica, dona de uma empresa que fornece água mineral em todo o estado de São Paulo, estranha e que vive nos limites da cidade. Por que os Caprini são estranhos e por que a situação toda leva Verônica a um lugar perigoso em sua mente? Bom, só para começar o bebê da casa não chora, tipo: nunca. O que achei fantástico! Pelo menos não faz manha... uahsuahsuahs... Além disso, nos fundos da casa tem um lago. Um lago negro. O mesmo lago que a tempos permeia os sonhos de Verônica. E tem mais uma coisa que faz a situação toda ficar mais estranha ainda. No decorrer do relacionamento que a jovem constrói com essa família bizarra, ela - e nós leitores - vamos percebendo que existem similaridades absurdas entre eles e os personagens do livro em que Verônica está trabalhando.

Já falei de alguns personagens, todos importantes para a história. Contudo, tem um que ainda não citei nessa resenha e nem posso deixar de citar pois além de ser MUITO importante para a história ele é um fofo! (Como não amar um belo rapaz com sotaque britânico? *---*). Liam é filho do professor Carlos Velásquez e, assim como o pai, tem uma função muito importante na história.

Vocês devem estar se perguntando porque Liam e Carlos são importantes. Afinal, eu não expliquei essa parte.

A verdade é que não vou explicar para não estragar o suspense que a maradivosa da Juliana Daglio criou de forma tão sábia! A narração me prendeu do início ao fim e eu só soltava do livro porque tenho que pagar minhas contas. Rsrsrsrs.... O mistério e o suspense são criados de maneira espetacular e os fatos bem amarrados, não deixando brecha para falhas. Contudo, devo dizer que a autora é má pois quase infartei quando vi que estava chegando no fim do livro e que minhas perguntas não paravam de surgir. Isso significa que O Lago Negro tem uma continuação e se chama Submersão (o qual não tenho ainda - chorando eternamente) e que foi lançado este ano na bienal de São Paulo.

Então fica a dica: Se você puder, compre os dois de uma vez! Te garanto que você não vai parar até chegar ao final!

Se interessou pela história? Adquira seu exemplar no site da editora Arwen!

Parceria!



Olá leitores!!! Hoje tenho uma super novidade!!! O blog é hoje parceiro da autora Nana Garces!!!

Aeeeee!!!  \o/\o/\o/






Nana é autora do livro Ode de Sangue: Memórias Vampirescas que será resenhado em breve aqui no blog! Vamos conferir um pouco mais sobre o livro?





 
Título: Ode de Sangue.

Série: Memórias Vampirescas. 

Autora: Nana Garces. 

ISBN: B01KU4WUQ2. 

Ano: 2016. 

Páginas: 73. 

Idioma: Português. 

Editora: Essência Literária. 

Gênero: Fantasia / Fantasia Urbana / Literatura Brasileira. 

Adicione ao Skoob 

Compre o e-book na Amazon!




sábado, 10 de setembro de 2016

O Livro das Princesas - Resenha

Antes de partir para a resenha, quero só deixar uma dica para você que tem filhos ou sobrinhos ou algo do gênero entre 7 e 14 anos. Dê esse livro para ele (a)! É bem legalzinho e trás umas lições bem bacanas! ;)

A Modelo e o Monstro

O primeiro conto se trata de uma versão atual de A Bela e a Fera (Óbvio! rsrsrsrs...) e foi escrito pela toda poderosa Meg Cabot (Quem não ama essa mulher?)!

Nessa história, Meg nos apresenta Belle Morris, uma jovem de 18 anos que largou os estudos para seguir a carreira de modelo depois que o pai perdeu o emprego no laboratório médico onde trabalhava devido as inúmeras faltas que tinha por conta da doença da esposa, que acabou falecendo.

Sim, essa parte da história é tristinha, mas não é o foco principal de tudo. Belle está com o pai, a madrasta e sua nova meia irmã Penny em um luxuoso cruzeiro comemorando o casamento do pai. Nesse cruzeiro, um jovem rapaz, considerado monstro pela sociedade, cruza os caminhos de Belle e a partir dai, já dá para você ter uma ideia do que vai acontecer não é mesmo?

Princesa Pop

Antes de ler O Livro das Princesas, meu primeiro contato com a escrita da Paula Pimenta foi por meio do livro Cinderela Pop, que acabei descobrindo ser a mesma história que está neste livro.

Cintia é uma garota que não fala com o pai desde que o pegou traindo sua mãe. Sim, eles se separaram, o pai foi viver com a nova mulher (que tem duas filhas), a mãe de Cintia estava a serviço no Japão e ela morava com a tia. Alem de toda essa confusão familiar, Cintia trabalhar como DJ nos finais de semana (porem só até a meia noite - regras da tia).

Contudo, o novo decreto da diretora da escola, que diz que os alunos não podem utilizar celular na escola (o que faz com que a menina não consiga se comunicar com a mãe devido a diferenças de 24 horas entre um país e outro) faz com que Cintia tenha que procurar seu pai e peça para que ele converse com a diretora sobre sua situação e assim a permita utilizar o celular para falar com a mãe na hora do recreio.

Surpreso pelo contato da filha, o pai de Cintia, com o intuito de faze-la interagir com sua nova esposa e as filhas gêmeas dela, diz que só irá falar com a diretora da escola de Cintia comparecer ao aniversário de 15 anos das meninas onde o famoso Fredy Prince irá cantar.

Entretanto, o que Cintia acaba descobrindo que ela terá que trabalhar como DJ na festa das irmãs. Para despistar o pai, ela arrumar duas fantasias e, ao se trocar, deixa para trás o sapatinho para seu príncipe.

Agora é ler para descobriros detalhes dessa história maravilhosa!

Eclipse do Unicórnio

Okay! Vou começar por uma declaração que choca muita gente: Não gosto da escrita da Lauren Kate (me julguem!). Sim, li a série Fallen e foi um sacrifício para mim. Esse conto, no entanto, não foi um sacrifício. Mas também não é nem de longe o melhor que já li.

Talia é uma princesinha que foi muito esperada pelos pais. No dia de sua apresentação ao povo, ela recebeu presentes de 7 anjos (Ai tive certeza de que a Lauren Kate ama anjos!): Anjos da beleza, empatia, sabedoria, sagacidade, graça, amor e justiça (que por mais irônico que seja, é o vilão da história). O anjo da justiça determina que Talia irá, em seus tempos de rebeldia (leia-se 16 anos), espetar-se no chifre um unicórnio e morrer. Logo após o trágico presente, o anjos do amor que até então não tinha dado seu presente, da um jeitinho de fazer com que a princesa não morra. Mas durma até que, durante um eclipse, ela seja acordada pelo mesmo ser que a fez dormir (o unicórnio galera). Para protege-la durante o período da maldição, o anjo do amor deixa com ela dois querubins, chamados sol e lua, para protege-la.

Ao mesmo tempo em que a história de Talia é contada e a maldição acontece, Lauren nos apresenta a Percy (não, não é o Percy Jackson!). Um menino de 15/16 anos que está com uma excursão marcada com a escola para Paris. O único problema é que sua namorada o trocou por outro e agora ele não tem a menor vontade de ir para o país do amor sozinho.

Bom, o negócio é que Percy vai para Paris e imagino que a partir dai ja da para ter uma boa ideia do que acontece! rsrsrsr...

Do Alto da Torre

Eu nunca tinha lido nada da Patrícia Barbosa, de forma que eu não sabia o que esperar. Mas agora que li, a unica coisa que posso dizer é que adorei!

Camila é uma garota de 14 anos que tem um cabelo gigante (graças a uma promessa que a tia fez quando ela ficou doente). Ela é órfã e mora com a tia super protetora no alto de um prédio que ela chama de torre.

A nossa jovem personagem, carinhosamente chamada pelos colegas de rapunzel, tem um melhor amigo chamado Pedro que a incentiva a seguir o sonho de ser cantora. Escondidos da tia de Camila, os dois se encontram e gravam um vídeo onde a jovem canta (fantasiada para que ninguém descubra) músicas de seu ídolo: Kate Perry.

Quando chega a oportunidade, no show de talentos da escola, Camila se revela e surpreende a todos não só pelo seu talento, como pelo fato de finalmente ter cortado a cabeleira (que serviu para fazer peruca para uma garotinha que tem câncer).

A história é ótima, tem um pequeno romance e muitas coisas a ensinar. Coisas que todos os jovens devem aprender.

Branca dos Mortos e os Sete Zumbis e Outros Contos Macabros - Resenha

O que dizer desse livro? Ele é simplesmente MARAVILHOSO! Principalmente se você é fã de história de terror.

Fábio Yabu trás de maneira mais do que fantástica e em versões apaixonantes de alguns dos muitos contos de fada que fizeram parte de nossa infância. E o mais legal é que de certa forma, os contos dos livros são interligados. é possível, se estiver prestando bastante atenção, perceber as ligações entre elas.

Vou falar aqui de apenas alguns dos contos trazidos pelo livro (os meus preferidos) e deixarei ao final das resenhas uma pequena lista dos contos trabalhados pelo autor.






Branca dos Mortos e os Sete Zumbis

Eu, particularmente, nunca fui fã de Branca de Neve (me julguem). Contudo, não pude evitar me apaixonar por esse conto.

No começo do conto, descobrimos que a rainha, mãe de "Branca de Neve", tem dificuldade em engravidar. Desesperada por um herdeiro, a rainha caminha pela floresta, que era dita como amaldiçoada pelo povo, até a casa da velha bruxa que ali mora, e pede para que a mesma faça um feitiço a fim de fazê-la engravidar.

Achando graça da rainha, a velha bruxa pede para que a mesma volte com o sangue do período menstrual dela, penas de um corvo e olhos de um defunto do cemitério, com a salva de que os olhos devem ser colhidos exatamente as 3 da madrugada.

Feita a horrenda poção, a rainha bebe e engravida após se deitar com o marido quando a lua cheia estiver mais alta.

Durante a gravidez a rainha passa muito mal e sua morte parece iminente. Entretanto, todo o mal estar da rainha nada mais era do que o amor de uma mãe por sua filha livrando o bebê de todas as maldades que a maldição da bruxa traria para para a criança. E assim nasceu Branca: com pele branca como os olhos de um defunto, cabelos negros como as penas de um corvo e lábios vermelhos como sangue.

Enfurecida pela falha de seu feitiço, a bruxa mata a rainha com uma maça envenenada. Entretanto, que levou a culpa de tal fato foi Branca, que passou a ser tratada como uma empregada sendo obrigada a sim a esfregar o chão e lavar roupas.

Depois desses acontecimentos, uma certa semelhança com o conto que a Disney nos conta acontece. Branca é levada à floresta pelo caçador que, compadecido pela beleza da jovem princesa, não a mata. Branca foge em meio aos sons da floresta amaldiçoada até encontrar uma pequena cabana onde começa a viver sozinha. O caçador parte em buscar de um coração para levar a bruxa (que até então havia se casado com o rei e se tornado rainha), mas acaba morto pelos misteriosos seres da floresta.

Assim como na história original, a velha bruxa parte em busca de Branca com uma maça envenenada nas mãos com o intuito de matá-la. Todavia, quem acaba por encontra-la são os 7 anões zumbis que promovem um pequena "guerra" com a bruxa e com Branca.

Quem sairá vencedor? O que acontece? Leiam! Só digo isso: Leiam!

Cindehella e o Sapatinho Infernal

Sim. Neste conto, Cindehella é sim tratada como empregada, mora em um sótão e conversa com ratos. Os diferenciais são: os ratos não respondem (isso é só la na Disney mesmo gente), Cindehella é alucinada pelo conhecimento e está sempre lendo os livros de medicina que o pai deixou quando morreu, sua fada é maldita, quase todo mundo morre no baile, Cindehella se torna sádica e, graças aos conhecimentos adquiridos no livro de medicina, Cindehella se livra da fogueira.

Não, não darei muito mais detalhes para não estragar as surpresas que o conto trás. Então correm! Comprem seus livros e se apaixonem!
A Confissão

Esse é um conto bem difícil de se falar sem dar spoiler.

Então só vou falar o seguinte: a história "base", por assim dizer, é Pinóquio e se mistura com histórias de outros contos como João e o Pé de Feijão, Cachinhos Dourados e Chapeuzinho Vermelho.

Nesse conto você vai encontrar muita morte, decepção e dor. 

Simplesmente fantástico!






Lista de contos do livro

Branca dos Mortos e os Sete Zumbis
João, Maria e os Outros
Os Três Lobinhos
A Vendedora de Fósforos e o Vingador
Cndehella e o Sapatinho Infernal
A Confissão
Bela Incorrupta
O Monstro
O Cemitério
Samarapunzel
O Fim de Quase Todas as Coisas
O Livro da Dor

Caixa de Pássaros - Resenha

Me lembro de quando Caixa de Pássaros foi lançado. Ouve um bafafá de todo mundo falando o quanto o livro era bom. Fiquei louca e queria muito ler o livro. Minhas expectativas eram altíssimas e despencaram quando li o livro.

O livro não é ruim. Mas não é nem de longe tudo aquilo o que falavam. Pelo menos não para mim.

Nesse livro, vamos conhecer a história de Malorie que, grávida, morava com sua irmã Shannon. Ao mesmo tempo em que descobre a gravidez, algo começar a mudar no mundo fazendo com que as pessoas fiquem violentas e ataquem aos outros e a si mesmos.

Muitas histórias são contadas e as irmãs não tem certeza da veracidade até que um jornal transmitem imagens de seres humanos que ficaram violentos após ver algo. Certas do mal que assola o país, Malorie e Shannon cobrem todas as saídas da casa - portas e janelas - e passam a viver ali trancadas até o dia que que Shannon visualiza o desconhecido e comete suicídio.

Depois da morte da irmã, Malorie busca abrigo em uma casa onde alguém dizia, por meio de um anuncio de jornal, que seria bem vinda para morar ali. Nessa casa, outros personagens aparecem e juntamente com Malorie, vivem momentos de tensão e dificuldades.

Ao mesmo tempo em que esses acontecimentos são narrados, o autor conta a viagem que Malorie faz com os filhos, que desde que nasceram, nunca viram a luz do sol. O que acontece e para onde ele vão? Só lendo para descobrir! E eu realmente espero que vocês gostem deste livro mais do que eu!

O Feitiço do Desejo (Série Terra de Histórias) - Resenha

O Feitiço do Desejo é o primeiro livro da série Terra de Histórias do autor Chris Colfer e conta a história de Alex e Conner, irmãos gêmeos que, após a morte do pai, vivem uma situação complicada com a mãe. A carência causada pelo pouco tempo que passam com a mãe, que precisa trabalhar muito mais para sustentar a família e a perca da casa onde viveram desde que nasceram causa nos gêmeos uma tristeza profunda que só desaparece quando a avó vai visitá-los em seu aniversário.

A avó traz consigo alegrias e emoções que a muito tempo os gêmeos não sentia. Junto com os milhares de presentes trazidos para as crianças, a avó traz consigo o velho livro de contos de fadas, o Terra de Histórias, que o pai costumava ler para os filhos quando os mesmos iam visitar os avós. E é ai que a aventura começa.

Alex, com seu jeito de menina estudiosa e sonhadora, leva o livro para o quarto na primeira noite e, ao dormir, deseja poder escolher o mundo onde vive. Mal sabia ela que seu desejo iria se tornar realidade.

Nas semanas que se seguem Conner começa a perceber mudanças na irmã que, em vez de agir com seu jeito nerd de sempre nas aulas, começa a cochilar e a não saber as respostas das perguntas que a professora fazia. Ela estava agindo como ele. Desconfiado, Conner fica de olho na irmã e, quando ela foge para o banheiro da escola por conta de um barulho que vinha e sua mochila, ele descobre tudo. O Terra de Histórias estava vivo e pronto para leva-los para uma grande aventura!

Depois de derrubar acidentalmente a irmã para dentro do livro, Conner pula e vai para dentro do Terra de Histórias com Alex. Lá, eles conhecem Froggy, que os recebe em sua casa e lhes dá um diário que traz em sua narração todos os segredos da unica coisa que pode leva-los de volta para casa, o Feitiço do Desejo.

O que os gêmeos não sabem é que eles ainda tem muito a descobrir sobre as histórias que rondaram suas vidas desde que nasceram e que não são os únicos atrás dos ingredientes. Uma alma em busca do amor verdadeiro busca no feitiço a sua chance de ter o felizes para sempre. Quem será que conseguirá juntar todos os ingredientes e realizar o feitiço que só funcionará uma ultima vez? Quais segredos o Terra de Histórias esconde? Para saber isso, você terá que embarcar nessa aventura!